Como medir o calor extremo, perigoso para a saúde

B - NOTÍCIAS GERAIS

O estresse térmico ocorre quando os sistemas naturais de resfriamento do corpo ficam sobrecarregados, o que provoca tontura, dores de cabeça, falência dos órgãos e morte

O índice de calor – ou a temperatura “sensível”, que leva em conta a umidade – é comumente usado para medir o estresse térmico no corpo. Mas alguns especialistas argumentam que precisamos de nos afastar do índice de calor como forma de medir o risco e, em vez disso, utilizar a temperatura do globo de bolbo húmido, que avalia o risco utilizando a velocidade do vento e a radiação solar, além da temperatura e da humidade. A temperatura do globo de bulbo úmido é medida colocando um termômetro ao sol, coberto por um pano úmido. Isso difere do método do índice de calor, que utiliza um termômetro na sombra.

Alguns especialistas também acreditam que, além de novas medições, precisamos de um novo sistema de alerta às pessoas sobre o calor extremo. Os avisos de calor são emitidos com base na probabilidade de calor elevado, mas as pessoas podem ter problemas de saúde a uma temperatura mais baixa do que aquela que desencadeia um aviso. Estes sistemas muitas vezes analisam simplesmente qualquer que seja a temperatura máxima num determinado dia, mas os impactos na saúde também estão associados a temperaturas elevadas durante a noite, especialmente para populações vulneráveis, um fator que a nova ferramenta NWS tem em consideração.

O que o calor pode fazer com você?

Começa no nascimento. Muitos estudos demonstraram que as ondas de calor estão associadas a um risco aumentado de parto prematuro. Um artigo recente analisou mais de metade de todos os nascimentos nos EUA entre 1993 e 2017, descobrindo que nos dias após uma onda de calor, os nascimentos prematuros aumentaram 2% e os nascimentos prematuros 1%.

Talvez os maiores riscos para a saúde durante as ondas de calor sejam para a nossa saúde cardiovascular. Quando o corpo está sofrendo sob calor extremo, o coração começa a bombear mais rápido para distribuir o sangue fervente para as extremidades, como dedos das mãos e dos pés, e para longe de órgãos sensíveis. A insolação ocorre quando o corpo não consegue se resfriar e também há risco de ataques cardíacos, derrames ou insuficiência cardíaca em altas temperaturas.

Um estudo do ano passado descobriu que entre 2008 e 2019, o calor extremo estava associado a mais de 1.600 mortes cardiovasculares excessivas como esta a cada ano nos EUA. E os autores previram que essas mortes poderiam aumentar até 233% anualmente à medida que as temperaturas continuassem a subir devido às mudanças climáticas.

O calor também pode colocar seu coração em “débito de oxigênio”, de acordo com um estudo publicado no início deste mês. Cerca de 60 participantes da pesquisa usaram roupas de mergulho projetadas pela NASA que aumentaram a temperatura interna. Um terço dos participantes mais velhos e menos saudáveis ​​apresentavam bloqueios no fluxo sanguíneo. Mas mesmo os participantes mais jovens e saudáveis ​​mostraram reações ao calor a temperaturas surpreendentemente amenas, disseram os investigadores, o que tem graves implicações para a exposição prolongada ao calor no mundo real.

Interessante como nosso corpo é incrível, quando estamos morrendo, por exemplo, as extremidades ficam frias pois o copo manda o calor para os órgãos vitais, enquanto que em dias de extremo calor, acontece o contrário. Mas há obviamente limite para tudo, tome então muito cuidado em dias de extremos calor, pois já houve casos de pessoas extremamente preparadas fisicamente que sucumbiram quando pegas de surpresa por ondas muito extensas de calor, pois o calor é um assassino silencioso, porque os sintomas não são evidentes.

O que pode ser feito?

Talvez um dia todos recebamos ar condicionado a vontade, mas hoje certametne não é esse dia. Atualmente, poucas pessoas têm acesso ao AC, e este é apenas um dos fatores que os especialistas estão considerando quando olham para um futuro de calor ainda mais extremo.

Não existe uma norma federal de aquecimento para proteger os trabalhadores ao ar livre do calor extremo, o que deixa os governos estaduais e locais tentando descobrir as suas próprias abordagens para este urgente problema de saúde pública. No ano passado, o Conselho de Comissários do Condado de Miami-Dade, nos EUA, votou sobre tal padrão proposto. Teria sido o primeiro padrão local abrangente de aquecimento para trabalhadores ao ar livre no país, indo além da exigência de intervalos para descanso e dando às autoridades locais força regulatória em um domínio que carece de supervisão real.

Pelo que você viu esse é um problema sério e um problema para os governos resolverem. E enquanto isso o que você pode fazer é meio óbvio: se hidratar e evitar ir ao sol nos dias de extremos calor, que parecem ser cada vez mais normais.

FOTO: JEFF ROBERSON/AP

AJUDE O CANAL VIA PIX E AINDA PARTICIPE DO PRÓXIMO VÍDEO

Você pode ajudar o nosso canal com uma doação de qualquer valor nessa nossa causa na divulgação desses assuntos menos divulgados na grande mídia e ainda participar do próximo vídeo – Deixe sua opinião/colaboração na mensagem PIX e ela aparecerá no próximo vídeo .

Você pode doar via QR CODE ou pela nossa chave PIX e-mail: ariel.selbach@gmail.com

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS


GRUPO DE WHATSAPP: Mande mensagem ao nosso número (54) 9 9136 3402 e inserimos você na nossa lista de transmissão, assim você receberá as informações diariamente;

Face Geral – FACEBOOK 1
Face Geral – FACEBOOK 2
Insta Geral – INSTAGRAM
Website – SITE
YT Gosta de Turismo – YOUTUBE VIAGENS DE ARIEL
YT Gosta de Notícias gerais – YOUTUBE INORMATUDO
YT Gosta de Moto, Lutas e F1 – YOUTUBE ESPORTE TOTAL MOMENTOS EMOCIONANTES
YT Gosta de Cinema- YOUTUBE CRÍTICAS DE CINEMA BY ARIEL
YT Gosta de Moto – ENCONTROS E VIAGENS DE MOTO BY ARIEL
Insta Gosta de Moto – Moto na estrada by Ariel

Confira SERVIÇOS QUE OFERECEMOS

Encaso de falha no link veja aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO SITE

Veja TODAS elas, clicando AQUI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *